Notícias

Marapoama celebra a Semana de Justiça Restaurativa com palestras e atividades

A semana de Justiça Restaurativa, celebrada durante a terceira semana de novembro em diferentes países, como Canadá, Nova Zelândia, África do sul e o Japão e em diversas localidades do Brasil, também foi celebrada em Marapoama com atividades. Os eventos aconteceram nas escolas de Rede Municipal de Educação, com apresentações realizadas pela coordenadora do Programa Justiça Restaurativa em Marapoama, Mirian Verginia Andrela, na escola Faride Aborihan e na Creche Mundo da Criança, com palestras falando sobre a gentileza, paz e o bom convívio entre as pessoas. "O objetivo é despertar a atenção das pessoas, principalmente no âmbito escolar, para a importância de atitudes gentis na construção de um mundo mais amável e justo", disse Mirian, ao destacar que Marapoama vêm integrando o movimento internacional, realizando atividades para divulgar e consolidar os princípios e ações da Justiça Restaurativa. "Marapoama, já conta com o núcleo interinstitucional e com uma equipe capacitada para a realização do projeto".

A coordenadora lembrou, que a equipe do Programa Justiça Restaurativa em Marapoama participou de vários eventos e encontros em diversas Comarcas durante o ano de 2019. "Aprendemos muito sobre a Justiça Restaurativa para aplicar em nossa comunidade nos próximos anos", comemorou Miriam.

O que significa Justiça Restaurativa?

O projeto tem como objetivo resgatar os valores que necessitamos para um convívio de paz com a família, amigo, escolas e no trabalho, fortalecendo a humanização entre as pessoas por meio de procedimentos restaurativos. As praticas restaurativas são coordenadas por facilitadores restaurativos capacitados em técnicas autocompositivas e consensuais de soluções de conflitos. As práticas restaurativas têm como foco realizar a satisfação das necessidades de todos os envolvidos, a responsabilização ativa daqueles que contribuíram direta ou indiretamente para a ocorrência do fato danoso e empedramento da comunidade, destacando a necessidade da reparação do dano e da recomposição do tecido social rompido pelo conflito e suas implicações para o futuro.

Em funcionamento há cerca de 10 anos no Brasil, a prática da Justiça Restaurativa tem se expandido pelo país. Conhecida como uma técnica de solução de conflitos que prima pela criatividade e sensibilidade na escuta das vítimas e dos ofensores, a prática tem iniciativas cada vez mais diversificadas e já coleciona resultados positivos.

Quem realiza a Justiça Restaurativa?

Não é o juiz que realiza a prática, e sim o mediador que faz o encontro entre vítima e ofensor e eventualmente as pessoas que as apóiam. Apoiar o ofensor não significa apoiar o crime, e sim apoiá-lo no plano de reparação de danos. Nesse ambiente se faz a busca de uma solução que seja aceitável.

Qual é o maior benefício da Justiça Restaurativa?

Em muitos casos, essas iniciativas alcançam a pacificação das relações sociais de forma mais efetiva do que uma decisão judicial.







PREFEITURA MUNICIPAL DE MARAPOAMA Administração 2017/2020 Atendimento de segunda a sexta,
das 09:00 às 17:00 horas.
Fone: (17) 3548-8400 Email: gabinete@marapoama.sp.gov.br Rua XV de Novembro, 141 - Centro Marapoama / SP
Design e Tecnologia MAURITEC