Ouvidoria Marapoama: (17) 3548-8400
Segunda a sexta, das 08:00 às 17:00 horas.
Siga:   
  21 de julho de 2021

Governo de São Paulo disponibilizará 20 vagas para cursos de qualificação profissional gratuitos para Marapoama


As inscrições já estão abertas no site do programa Via Rápida

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Prefeitura Municipal de Marapoama disponibilizará 20 vagas para cursos de qualificação profissional em Assistente Contábil de Credito e Cobrança para o mês de Agosto.Os curso é de curta duração, totalmente gratuitos, disponíveis no formato remoto com aulas ao vivo, no modelo de Ensino à Distância (EAD).

As vagas já estão disponíveis para inscrições que podem ser realizadas pelo site www.cursosviarapida.sp.gov.br até o dia 27 de julho.

Podem se inscrever candidatos e candidatas que tenham idade mínima de 16 anos, alfabetizados e domiciliados no Estado de São Paulo. Caso o número de inscritos seja superior ao número de vagas, serão priorizadas as pessoas desempregadas, com baixa renda e com deficiência.

A convocação dos candidatos selecionados ocorrerá por e-mail. As aulas têm previsão de início para o dia 04 de agosto.Para receber o certificado, o aluno deve ter aomenos75% de presença nas aulas.

Bolsa-auxílio

Os estudantes matriculados a partir de março nos cursos de qualificação do programa Via Rápida receberão uma bolsa única de R$ 210 para ajuda em suas despesas durante a realização do curso. O auxílio será disponibilizado aos alunos que cumpram os requisitos e estejam frequentes após 10 dias de aula. O pagamento será feito por meio de código bancário, que o estudante usará para sacar em caixas eletrônicos do Banco do Brasil e da Rede 24 horas. O recurso valerá também para os cursos de 60 a 160 horas do SP Tech e SP Criativo e fica disponível por 30 dias após a comunicação oficial por e-mail de que o valor está disponível. Até o final de 2021, serão ofertadas 30 mil vagas de qualificação profissional com bolsa-auxílio. Para receber a bolsa-auxílio, além de ser desempregado e estar frequente no curso, o estudante não pode estar recebendo seguro-desemprego ou outros auxílios da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

Top