Ouvidoria Marapoama: (17) 3548-8400
Segunda a sexta, das 08:00 às 17:00 horas.
Siga:   
  31 de março de 2021

Prefeitura de Marapoama adere à campanha Estadual de Vacina Contra a Fome


A Prefeitura de Marapoama aderiu à campanha Vacina Contra Fome, iniciativa do Governo do Estado de São Paulo que tem como objetivo promover uma grande mobilização social para o combate da insegurança alimentar das famílias em situação de vulnerabilidade. O termo foi assinado pelo prefeito Márcio Perpetuo Augusto na última sexta-feira, dia 26 de março.

A campanha tem como objetivo promover uma grande mobilização social para o combate da insegurança alimentar das famílias em situação de vulnerabilidade e visa arrecadar alimentos não perecíveis que serão distribuídos pela Coordenadoria de Assistência Social, em parceria com a Coordenadoria de Saúde.

“O termo de adesão nos dá a possibilidade de arrecadação de alimentos não perecíveis no momento da vacinação, ou seja, quando as pessoas forem até a Unidade de Saúde ou em um drive-Thru para se vacinar, elas podem voluntariamente fazer a doação de alimentos que depois serão distribuídas para as famílias em vulnerabilidade”, explicou a coordenadora de Saúde Vanessa Meneguesso, ao elogiar a atitude do prefeito Márcio. “Mais uma vez o prefeito Márcio está pensando nas famílias em situação de vulnerabilidade da cidade. Com certeza essa campanha fará uma grande diferença, já que muitas pessoas perderam renda por causa da pandemia e precisam dessa ajuda para o sustento da família”.

Com a pandemia a média mensal de distribuição de cestas básicas vem crescendo mês a mês para o atendimento da população em situação de maior vulnerabilidade, bem como de grupos que perderam emprego e a capacidade de renda. “Estamos vivendo uma situação muito crítica”, lamentou o prefeito, ao destacar que a Pandemia trouxe também muitas dificuldades financeiras para as famílias. “Antes da Pandemia tínhamos uma situação controlada, com poucas alterações no atendimento mês a mês. Infelizmente após o início da Pandemia o número de pessoas procurando atendimento vem aumentando muito”.

O direito a vacinação de acordo com o Calendário Nacional de Imunização não está vinculado a doação de alimentos. Assim que convocados para receber a imunização, todos devem procurar o Posto de Vacinação, independente se quiser fazer a doação de alimentos perecíveis ou não. A doação de alimentos não perecíveis é espontânea e não obrigatória.  

Top